27 de jun de 2009

Encontro... Marcado?

Quando vi você no começo da rua, vindo ao longe, com seu sobretudo branco, seus cabelos soltos e uma leve brisa trazia seu perfume suave, más forte ao ponto de mover-me á seu encontro. Apenas naquele dia, não foi o suficiente olhá-lo, eu tinha que conversar com você, definitivamente tinha que dizer que o amava e que avia esperado por você á muito tempo, mas quando chegava perto de você, continuei o caminho e andei até o outro quarteirão, pensei em voltar, mas sentei e chorei, chorei por não ter forças de falar o que sentia, falar que não viveria sem você. Então no auge de minha tristeza olho para frente e vejo você parado, me olhando, sua face não me dizia nada, mas estava ali e eu não sabia se era real ou um sonho, então vi seus passos em minha direção e bem pertinho de meu ouvido, um sussurrou algo inesquecível, um 'eu te amo'... Sempre esperei por você só achava que algum dia você tomaria coragem e se declararia... Mas já que você não fez isto, resolvi fazer por nós e enfim parar de fingir que não te vejo me olhando todas as tardes e que toda noite, não subo a sua janela para vela dormir... Vamos? Ele disse... E sem palavras me levantei enxuguei as lagrimas e peguei pela primeira vez em suas mãos e senti seus lábios um beijo molhado, mas no ponto o beijo que esperei por anos... Tanta espera e indecisão e agora tenho você em meus braços... Agora vem a triste pergunta. - Porque eu não fiz isto antes?

2 comentários:

  1. Por que ironicante o tempo gosta de se sentir o senhor dos momentos e de nos ver a esperarlhe sempre e sempre e sempre...

    movidos ao acaso, levados pela espera, sopõe-se que seja sempre ele o responsavel...

    ResponderExcluir
  2. Haha, isto me traz lembranças... Mas nem sempre tem um "Sim" como resposta, rs! Mas isto q torna a vida boa... nada é previsivel tudo é espontaneo! As vezes sofrer um poquinho ajuda a intensificar o amor! Ou Pensar melhor sobre o mesmo!

    ResponderExcluir