14 de nov de 2010

Como Poderei...

Hoje é domingo ou poderia ser segunda, não sei bem ao certo pois os dias estão passando tão rápido, e quem vai me dizer o que é certo?
Dizes que enganoso é o homem que confia no coração do homem
e se não confiar como viver, e se não viver que sentido há?
viver pra você é a única solução plausível, mas já viver
tendo a certeza de que sempre vou errar e te decepcionar já me da vontade de gritar
o mundo quer me abocanhar e eu corro e me seguro em teu manto para que o abismo do medo da mentira
da inveja do ódio não me engula, mas ele me faz feridas profundas deixa cicatrizes em minhas pernas em meus braços,
em todo meu corpo, e cada vez que olho essas feridas lembro do que tive que passar para poder estar mais próxima de ti,
mas nunca bom o bastante, nunca perto o suficiente, como poder satisfazer alegrar agradar alguém que fez a tudo
que está em tudo e sabe que somos imperfeitos, cheios de falhas e rachaduras,
você deixa bem claro que nos fará forte nas nossas fraquezas, mas isso é tão contraditório,
tão difícil pra entender, Eu te amo tanto e quero ter você comigo, quero ser melhor pra você
quero te ver sorrir pra mim e me abraçar, quero poder sentir sua presença quando o vento
toca meu rosto, e chorar de felicidade ao ouvir suas palavras, mas como ei de fazer isto
se sou tão pequena você conhece todos os meus defeitos meus pensamentos infames e depreciativos
Como poderei me achegar a ti? como?
á se o teu amor não fosse tão grande á se o teu sangue não tivesse pagado o preço
já teria sido fulminada a pó nos primeiros dízimos á tua casa
teria sido banida no primeiro momento que te conhecesse,
se sua misericórdia não durasse para sempre, receberia o castigo exato pelas
coisas que faço de errado a tí, á como poderei te ver?
todas as vezes que te esqueço o anulo ou acho que sou imortal,
todas as vezes que fecho os olhos para o bem que meu coração se endurece ao teu chamado
como poderia eu estar aqui?
como eu poderia viver?
De que forma poderei pedir perdão por tudo o que fizemos a ti?
séculos de dedicação e a cada 100 um se converte a ti?
quantas vidas se perdendo te deixando olhando pra traz triste em um "depressão"
como poderei? não consigo levar o peso do mundo, não poderei levar mais um peso além do meu,
mas você disse pra mim que cada um é responsável por si mesmo que vamos dever conta por nós
não pelos outros, mas como? como poderei falar de ti ter filhos e filhas espirituais
e não ser responsável? como poderei?

perdão por ser tão incrédula mas como poderei?

Um comentário:

  1. Oi Luna,
    agradeço a visita e o comentário deixado lá no blog.

    Bacana este seu texto!
    Parabéns.

    Cordial abraço

    =)

    ResponderExcluir